Painéis solares

Painéis solares funcionam em dias nublados?

A energia solar é uma das grandes apostas quando falamos de energia renovável e sustentável. Ela auxilia na redução do uso de fontes fósseis e daquelas que prejudicam não apenas o meio ambiente natural, mas afetam negativamente a sociedade, como as termelétricas e as hidrelétricas.

Ela é uma alternativa viável cada vez mais adotada e incentivada, se tornando popular a cada ano, justamente por ser de baixo ou nenhum risco ambiental, e ser gerada a partir da luz solar, nossa maior fonte de energia natural, cuja maior característica é ser inesgotável.

Naturalmente, sua popularização tende a reduzir os custos de aquisição dos equipamentos responsáveis por transformar a irradiação solar em energia elétrica – que ainda são muito caros – fazendo com que ela se torne acessível para a população ao longo dos anos.

O que pode ser comprovado através do relatório da Bloomberg New Energy Finance, que prevê uma estimativa de uso da energia solar e eólica de 47% até 2050 em todo o mundo. No Brasil, segundo o mesmo relatório, é esperado que, até 2030, a energia solar represente 32% da matriz energética.

São previsões animadoras e que revelam que estamos indo na direção certa. Mas, muitas dúvidas ainda persistem quando o assunto é energia solar – O que é? Como funciona? A energia solar funciona em dias nublados? Pensando nisso, elaboramos este artigo para contribuir nas discussões e difundir as informações sobre esta fonte energética.

Continue acompanhando e aproveite a leitura!

O que é energia solar fotovoltaica?

A energia solar é o tipo de energia renovável, sustentável, inesgotável e alternativa, que usa como fonte primordial a luz do sol, que é aproveitada por diferentes tecnologias, não apenas para geração de eletricidade (energia solar fotovoltaica), mas para aquecimento de água (energia solar térmica) e movimentação de turbinas para gerar energia elétrica (energia heliotérmica).

A energia solar fotovoltaica converte a luz do sol, de forma direta, em energia elétrica por meio das placas fotovoltaicas, que ficam em algum terreno ou, como vemos mais comumente, nos telhados das casas. Ela é indicada para residências, indústrias, comércios, etc.

Como funciona a energia solar?

O funcionamento da energia solar fotovoltaica tem como base a utilização de painéis solares, responsáveis pela captação da luz, que por meio do efeito fotovoltaico – que consiste na criação de uma tensão ou corrente elétrica, após a exposição e captação da luz pelas chamadas células fotovoltaicas.

As células fotovoltaicas (unidades que compõem uma placa ou módulo fotovoltaico) são dispositivos sensíveis à luz capazes de transformá-la em corrente contínua (CC – aquela que não muda seu sentido de circulação). Esta corrente é enviada a um equipamento conhecido como inversor, que consegue transformar a CC em corrente alternada (CA – seu sentido de circulação é alterado no sistema).

Esta conversão é necessária para que a corrente elétrica possa ser usada para ligar qualquer equipamento eletrônico, a exemplo de televisores, geladeiras, máquinas de lavar, etc., ou seja, tudo o que funciona com base em eletricidade.

Obviamente, você já deve ter percebido que, para o funcionamento efetivo da energia solar, é preciso incidência do sol – motivo pelo qual as placas são dispostas nos telhados das casas ou em campos abertos – e quanto maior a incidência solar captada, ou mais forte o sol tiver, maior a produção de energia.

Agora, você pode estar se questionando: “Mas, se precisa de sol para ter produção de energia, o que acontece em dias nublados ou chuvosos? 

Vamos explicar tudo para você no próximo tópico.

A energia solar funciona em dias nublados?

Este é um questionamento recorrente. E sim, a energia solar funciona perfeitamente em dias onde o sol se mostra tímido.

Tenha em mente que as placas fotovoltaicas não funcionam com o calor do sol, a tecnologia empregada neste sistema trabalha com a incidência de raios ultravioleta, e mesmo que haja queda na produtividade, a energia coletada é suficiente para abastecer um domicílio, comércio, indústria, etc.

O processo de instalação dos equipamentos para a produção de energia solar também são fatores que interferem na eficiência da produção energética. Por isso é necessário avaliar: 

  • A localização ideal e estratégica para dispor as placas fotovoltaicas, evitando locais de sombra, por exemplo;
  • O nível de incidência e intensidade solar para a região onde as placas serão instaladas;
  • Avaliar a quantidade de energia para abastecer o local que receberá a energia elétrica.

Veja de forma simplificada como é o ciclo de funcionamento da energia solar:

  1. Os painéis solares captam a energia solar e a transformam em energia elétrica;
  2. O inversor converte e torna a energia produzida compatível com a que é usada em nossas casas;
  3. Neste momento duas situações acontecem:
  1. A energia convertida pode ser consumida imediatamente;
  2. A energia convertida pode ser armazenada em forma de créditos energéticos em uma rede distribuidora.

O interessante é que em horários de pico de radiação, onde o sol é mais intenso, a energia produzida não é apenas suficiente para abastecer uma casa inteira, mas pode gerar excedente.

Como dissemos, esse excedente é armazenado, e pode, conforme a resolução normativa nº 482 de 2012 da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), ser usado em forma de créditos de energia.

Isso quer dizer que, a energia extra produzida por uma unidade consumidora e geradora (casa, empresas, indústrias, ou quaisquer outros estabelecimentos), é enviada para uma distribuidora local e esta energia quando retorna para unidade, ocasiona descontos expressivos na conta de luz.

Para ter ideia, quando uma casa se torna geradora e consumidora de energia solar, a média de economia na conta de luz gira em torno de 50% a 95%.

Mesmo com a redução da eficiência da energia solar em dias nublados e chuvosos, as placas continuam funcionando durante todo o dia. O único momento onde isso não é possível é a noite, já que o sol estará iluminando o outro lado do planeta.

Conclusão

A energia solar é uma potência que precisa ser explorada e aproveitada da melhor forma. Seus benefícios são enormes e impossíveis de ignorar, e todos saem ganhando, as pessoas e o planeta. 

Esta, com certeza, é uma das melhores opções para reverter os graves índices de exploração do meio ambiente e o aumento abusivo nas contas de luz, além de incentivar maneiras mais sustentáveis e equilibradas de viver.

Post criado 15

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo