Moeda estrangeira

Saiba por que a moeda estrangeira varia tanto

A variação do preço da moeda estrangeira pode trazer estranhamento para quem não é ligado à economia, porém existem explicações plausíveis para a razão por trás dessas mudanças frequentes. Entenda um pouco sobre a razão, como funciona essa variação, como lidar com ela e o que essa variação constante afeta.

Ficar por dentro da variação da moeda estrangeira pode ser muito importante para pessoas que pretendem viajar, comprar online de sites estrangeiros ou importar de um país estrangeiro e precisa contar com o valor da moeda de fora para fazer essa transação. Além disso, afeta basicamente todo nosso dia a dia de forma que muitos nem reparam.

Entenda como isso acontece e como lidar com essa situação quando é algo fora de nosso controle pessoal. Isso afeta o bolso do brasileiro mais do que imaginamos e, também, mais do que gostamos.

Como funciona a variação da moeda estrangeira?

A resposta de como isso funciona ou por que ocorre é simples se colocada de forma resumida. Basicamente, o preço da moeda estrangeira, por exemplo, o dólar, depende de sua demanda de mercado e da lei de oferta.

Porém, se você quer uma resposta menos resumida e realmente quer entender como funciona a variação da moeda de fora, é necessário entender um processo inteiro por onde ela passa. A moeda de fora fica mais cara dependendo de certos fatores importantes, podemos citar entre esses:

  • Gastos fora do país: Se uma moeda estrangeira como o dólar está em alta entre os brasileiros que, por exemplo, querem viajar para os Estados Unidos, isso significa que seu preço vai aumentar drasticamente. Durante os períodos de férias, essa é uma das razões pela variação enorme da moeda estrangeira. Na pandemia, essa demanda obviamente caiu, porém não foi o suficiente por conta dos outros fatores a serem considerados.
  • Déficit na balança comercial: Por conta do Brasil exportar mais que recebe de outros países, a moeda tem uma oferta menor e isso aumenta sua cotação, consequentemente.
  • Juro nos EUA: Por conta dos juros nos Estados Unidos subirem, empreendedores e grandes empresas investem em sair do Brasil em busca de mais dinheiro que podem ter aqui. A pior economia do Brasil causa muitos a serem obrigados a sair do país se quiserem obter mais resultados. Consequentemente, isso aumenta o dólar e outras moedas, dependendo do país do qual os empreendedores decidem investir, pois a moeda se vê com grande procura.

Quando o dólar ou moeda estrangeira cai, os processos são contrários. Os gastos dentro do país com turistas, o superávit na balança comercial e os juros no próprio país são os fatores que ajudam a moeda de fora a vir para baixo em sua cotação.

Porém, para que isso ocorra, o Brasil precisa ter primeiro uma boa economia dentro dos setores do país. Por exemplo, a exportação internacional e venda de produtos para países de fora não irá ocorrer se estes não valem muito para o país comprador.

Quais são as consequências da oscilação da moeda estrangeira

Existem as mais diversas consequências econômicas graças a essa oscilação constante. Uma das consequências mais óbvias seria para quem deseja viajar ao exterior. Os preços de passagens, de produtos no exterior, de casas de câmbio, etc.

Esses preços aumentam de forma absurda e se torna mais difícil de realmente conseguir viajar sem um grande orçamento no bolso e planejamento cuidadoso.

Quando essa variação continua ocorrendo por muito tempo, ela começa a afetar diretamente a vida do consumidor brasileiro na hora de fazer suas compras. Produtos importados são muito mais caros por conta da variação e isso afeta muito o bolso do consumidor, causando uma enorme inflação na economia.

Como lidar com a variação da moeda estrangeira e seus efeitos?

Lidar com esses efeitos quando se é um simples consumidor que necessita de alimento, roupas, etc. para seu dia a dia pode ser complicado. A verdade é que muitos, se não a maioria, dos produtos que consumimos não são produzidos no Brasil. Portanto, como lidar com essa variação enorme da moeda? Existem algumas dicas simples a se considerar.

  1. Evite a compra constante de produtos importados. Existe uma versão confiável e de qualidade no próprio país, basta perguntar em seu supermercado local ou pesquisar sobre marcas opcionais.
  1. Não planeje viajar muito e, quando fizer isso, esteja preparado para gastar muito de seu bolso.
  1. Mantenha em mente que não é algo que podemos mudar ou controlar.
  1. Não invista em investimentos de alto risco. Muitos investidores aproveitam o momento para tomarem grandes riscos, mas tome muito cuidado se essa for sua decisão.

A melhor dica para lidar com a moeda estrangeira em alta é lembrar que não há como controlar esse aspecto de nossa vida. Tente se manter sempre em dia com a cotação dessa moeda, lendo notícias e assistir a jornais, e se antenar com seu preço para saber quais passos tomar.

Post criado 21

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo