Giro de estoque

Porque o giro de estoque é importante?

Estamos vivendo tempos em que a internet está em tudo e em toda parte. Nas casas, escritórios, comércios, enfim… e quem não faz das informações que a internet dispõe uma aliada, com certeza, acaba ficando para trás e abrindo mão de muitas possibilidades.

Gerenciar uma empresa, seja de que tamanho for, sempre é um grande desafio, pois muitos são os setores para administrar e o sucesso depende, justamente, da qualidade da gestão.

E um dos maiores desafios para todo empresário, sem dúvida, é ele, o estoque. O estoque precisa ser muito bem gerenciado para garantir o sucesso da empresa. 

E, claro, assim, o cálculo de giro de estoque é uma ferramenta essencial para qualquer negócio, que queira ter um fluxo de produção ou vendas eficiente.

O fato é que é bem comum se deparar com algumas dúvidas, pois calcular o giro de estoque não é tarefa das mais simples e é bem comum haver erros.

Então, pensando exatamente isso, foram criados programas para  executarem essa, e outras funções de gestão de estoque, otimizando todo esse processo.  Confira!

Giro de estoque
Giro de estoque

A importância do giro de estoque

Se engana quem pensa que o estoque é, simplesmente,  um setor responsável por armazenar materiais, na verdade, seu funcionamento deve ser estratégico, fazendo mais com menos recursos, em menor tempo e sem desperdícios.

É preciso ter em mente que o ritmo da produção não deve ser ditado pelo giro de estoque, na verdade , ele deve se adequar a ela.  Assim como materiais em falta podem atrasar processos, eles em excesso geram desperdícios e um impacto negativo no capital de giro da empresa. 

Material parado = dinheiro parado.

Por isso o cálculo do giro de estoque é tão importante, já que serve para mostrar com que frequência devem ser feitas as reposições, com os materiais entrando na hora certa e na quantidade certa, sem gerar desperdícios.

Como calcular o giro de estoque

É preciso entender que o giro de estoque é igual ao total de vendas em relação ao volume médio de estoque. Ou seja, o cálculo vai indicar a quantidade vendida em um determinado período em relação ao número de itens armazenados. 

Confira a fórmula do cálculo:

GIRO DE ESTOQUE = TOTAL DE VENDAS / VOLUME MÉDIO DE ESTOQUE

Primeiramente, é preciso identificar o período a ser analisado, se em um ciclo mensal de vendas e reposição de estoque, por exemplo, podendo ser anual, também, em alguns casos.

Depois, cheque a quantidade de produtos vendidos nesse período, assim como o volume médio do estoque. Confira abaixo um pequeno exemplo:

Em uma fábrica de pneus. Em um ano, a venda total foi de 39.000 pneus e o seu estoque médio no mesmo período é de 3.000. Aplicando a fórmula, temos:

GIRO DE ESTOQUE = 39.000 / 3.000

GIRO DE ESTOQUE = 13 giros por ano

Assim sendo, será preciso repor o estoque 13 vezes ao ano para manter um ritmo adequado no fluxo de materiais.

Otimizando o cálculo e a reposição do estoque

Então, como podemos ver, não é à toa que o estoque é a dor de cabeça da maioria das empresas, independente da eficiência do gestor, já que trabalhar com previsões e cálculos é sempre um grande desafio, e isso é ainda mais complexo entre as empresas que lidam com flutuações no ritmo da produção. 

Por isso, atualmente as empresas estão apostando em soluções de gestão empresarial, como a RTEK, por exemplo, que ajudam a automatizar todo esse processo,  controlando de forma prática e eficaz o giro de estoque, entre outras funções.

E não é só isso, além de oferecer mais segurança e confiabilidade aos processos, ainda promove uma integração entre os setores, melhorando a relação entre o estoque e a empresa, de uma forma geral.

Se interessou? Então adquira agora mesmo o sistema para sua empresa e não tenha mais problemas com o giro de estoque. 

Post criado 1

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo