Como a alimentação pode interferir na sua saúde bucal

Como a alimentação pode interferir na sua saúde bucal

Como a alimentação pode interferir na sua saúde bucal 

Manter dentes bonitos e saudáveis exige mais do que um cuidado especial com a limpeza ou a realização de tratamentos estéticos. Para isso, é necessário compreender como a relação entre alimentação e saúde bucal pode garantir a integridade dos dentes e ser determinante para o sucesso de alguns procedimentos odontológicos.

Estamos acostumados a ouvir sobre os benefícios de uma alimentação balanceada para a prevenção de doenças sistêmicas, como a diabetes e a pressão alta. No entanto, esse tipo de dieta mais natural pode impactar positivamente também na saúde dos dentes.

Ao mesmo tempo, certos tipos de alimentos são tão prejudiciais para o bem-estar bucal que podem causar o aparecimento de enfermidades e até ocasionar a perda dentária. 

Assim, é necessário entender como a nossa alimentação pode estar repercutindo na condição bucal.

Importância da alimentação para a saúde dos dentes

Como a alimentação pode interferir na sua saúde bucal

Os alimentos são essenciais para o funcionamento de todo o organismo e podem afetar tanto positivamente quanto negativamente em todos os processos. 

Em relação à saúde dos dentes, existem algumas comidas que são ótimas aliadas para a limpeza e estética bucal.

Os alimentos frescos, como as frutas, verduras e legumes, são ótimos para fortalecer os ossos faciais – o que contribui para a realização de tratamentos como o implante dentário – e as estruturas dentais – visto que são abundantes em cálcio, ferro e vitaminas C e D.

Produtos advindos do leite também são fontes de cálcio, ácido láctico e ainda incentivam a produção salivar, o que ajuda na proteção dos dentes e na colaboração com a higiene. 

Outro tipo de comida que auxilia na limpeza dental é aquela mais fibrosa que melhora a mastigação e produz mais saliva.

O consumo de morangos e frutas cítricas colabora com o processo de clareamento dental e ainda diminui a aparição de lesões bucais e a formação de úlceras.

Mas a falta de equilíbrio na dieta pode causar a deficiência desse tipo de nutriente o que também interfere na saúde bucal e, dessa vez, de forma negativa. 

Exemplos disso são problemas como a anemia ferropriva que causa danos na mucosa, o aparecimento de aftas e problemas na língua.

Já a falta de vitamina C é responsável pelo sangramento gengival, ao passo em que a privação de vitamina D faz com que o cálcio não seja fixado nos dentes, deixando-os mais fracos e sensíveis.

Malefícios de uma dieta desregrada

Especialmente os pacientes que fazem uso do aparelho ortodôntico estão habituados a ouvir sobre a necessidade de evitar os alimentos ricos em açúcares, gorduras e de origem industrializados. Contudo, esse conselho é bastante útil para todas as pessoas.

Isso porque, essas comidas promovem a formação de placas bacterianas e do tártaro na superfície dentária. 

As bactérias causadoras dessas estruturas utilizam dos resquícios de carboidratos e amidos, para fazer a fermentação e a produção de ácidos corrosivos, enfraquecendo a estrutura.

Esse desgaste do esmalte dental é o que origina as cáries, a inflamação gengival e a periodontite que, por sua vez, são as principais responsáveis pelo enfraquecimento dos tecidos de sustentação dos dentes e, consequentemente, de sua perda.

Enquanto isso, as balas e doces podem deteriorar a estrutura do aparelho de dente. Mais ainda, doenças bucais – desenvolvidas a partir do consumo excessivo desse tipo de alimento –, são uma das principais causadoras de patologias sistêmicas que acometem todo o organismo.

Assim, as periodontias podem causar enfermidades como:

  • Doenças cardiovasculares;
  • Entupimento de artérias;
  • Gastrite;
  • Tendência a pneumonia e doenças respiratórias;
  • Sinusite;
  • Artrite.

Além disso, o consumo de fast food durante a primeira infância pode dificultar o processo de esfoliação do dente de leite, que faz com que eles demorem a cair e atrasem o nascimento do segundo agrupamento dentário. 

Esse retardo é a natureza do nascimento torto e encavalado da dentição permanente, além de interferir na qualidade e fortalecimento das estruturas.

Cabe ressaltar que as bebidas também têm sua parcela de culpa na deterioração bucal. 

Os drinques açucarados e com muito corante, como o café e os refrigerantes, não apenas prejudicam a cor dos dentes naturais como são capazes de diminuir a vida útil da lente de contato dental.

Por ter uma natureza ácida, esses líquidos desmineralizam os dentes, deixando-os  enfraquecidos e mais suscetíveis a doenças e às bactérias bucais. 

O mesmo pode se dizer das bebidas alcoólicas, que podem até aumentar as chances de desenvolvimento do câncer de boca e inflamações, devido à alteração do pH.

Por isso é necessário manter uma boa alimentação, dando preferência a comidas mais saudáveis e uma dieta balanceada. 

As visitas constantes com o dentista também são essenciais para uma avaliação constante e a manutenção de um sorriso mais bonito e saudável.  

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

LEIA TAMBÉM: 5 boas razões para comer alimentos naturais

Post criado 7

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo